sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Governo Dilma reduz imposto de importação de 105 produtos


A Câmara de Comércio Exterior (Camex) reduziu para 2% a alíquota do Imposto de Importação incidente sobre 105 produtos. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira e vale até o fim de 2012. Segundo o Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, o mecanismo de ex-tarifários reduz temporariamente os impostos de itens sem produção nacional vinculados a investimentos produtivos no País.

Quando não constam na lista de exceção, os impostos para bens de capital são 14% e para bens de informática e telecomunicação 16%. Segundo o ministério, a medida estimula os investimentos no Brasil. As alíquotas reduzidas contemplaram 99 itens de bens de capital e seis códigos referentes a bens de informática e telecomunicação, na condição de ex-tarifários.

O comunicado do ministério informou também que os investimentos globais previstos que têm relação com os novos ex-tarifários chegam a US$ 1,6 bilhão e os valores relacionados à importação de equipamentos são de US$ 318 milhões. Os produtos serão importados principalmente da Índia (34%), dos Estados Unidos (19%), da Suécia (12%) e da Alemanha (12%). Os setores mais beneficiados com as concessões são o petroquímico, o de papel e celulose e o de petróleo.

2 comentários:

Xad Camomila disse...

PRAS ELEIÇÕES DE 2012:

System Of A Dilma:

http://www.scmcampinas.blogspot.com/2012/01/system-of-dilma.html

Sr. Esquerdopata: Já pensou montar um vídeo misturando discurso político e clipe de hard rock? Difícil, né?

Mas foi assim que o Leonardo Bursztyn, mais conhecido como DJ Faroff, criou o 'System Of A Dilma': junção da música 'Chop Suey', da banda System Of A Down, com discurso da presidente Dilma Rousseff, trazendo, ainda, participação especial do Lula.

Nossa! Ficou muuuito bom! HARD ROCK DILMA.

Vídeo incrível! Pra calar a boca da tucanalha! Confere aí!

Sergio Navas disse...

Enquanto o governo não reduzir drasticamente impostos de produtos semi acabados, tão necessários à industria de transformação a importação de manufaturados de ponta não diminuirá e a desindustrialização seguirá em alta, principalmente na cadeia metal mecânica, em função do cartel siderúrgico, responsável pelo pelos preços praticados no mercado interno serem o dobro da média mundial nos produtos laminados.
abçs

Real Time Web Analytics